O Pro Football Hall of Fame divulgou nesta terça (03) a lista dos 15 jogadores da era moderna (aposentados há menos de 25 anos) finalistas do Hall of Fame 2017. A eles se juntarão outros 3 finalistas da chamada Era Clássica (mais de 25 anos de aposentadoria) para que o conselho do PFHoF defina a classe de 2017.

Entre os escolhidos da era clássica estão o safety Kenny Easley (ex-Seattle Seahawks), Jerry Jones (o dono do Dallas Cowboys) e o ex-comissário da NFL Paul Tagliabue. A comissão se reunirá para anunciar os indicados no dia 4 de Fevereiro, véspera do Super Bowl LI.

Conheça um pouco sobre os finalistas:

Morten Andersen

Morten Andersen nasceu em Copenhagen, na Dinamarca, e se mudou para os Estados Unidos aos 17 anos para um intercâmbio, quando começou a conhecer o futebol americano e a jogar como kicker. Se aposentou como o líder histórico em pontos marcados por duas franquias: New Orleans Saints, onde jogou por 13 temporadas; e Atlanta Falcons, onde esteve por 8 anos. No Hall da Fama só existe um jogador que foi apenas kicker, Jan Stenerud; Morten brinca dizendo que ele “precisa de um companheiro de copo”.

Joe Jacoby

Joe Jacoby foi membro da lendária unidade de linha ofensiva do Washington Redskins conhecida como “The Hogs”, que abriu caminho para os três anéis de Super Bowl da franquia. Chegou a jogar em todas as posições da OL (menos center), mas ficou conhecido como um grande left tackle. Depois de ser semifinalista por 7 vezes e finalista uma vez no ano passado, Jacoby volta a figurar na final, tentando novamente ser o 20º jogador do Redskins no HoF.

Tony Boselli

Primeira escolha de draft da história do Jacksonville Jaguars, Boselli jogou no que se chama da “era de ouro dos left tackles“, sendo uma peça fundamental nos anos em que Tom Coughlin comandou o Jaguars a idas consecutivas aos playoffs. É mais um jogador a ser finalista pela primeira vez.

TY Law

cornerback 2x All-Pro, 5x Pro Bowler, tri campeão do Super Bowl pelo New England Patriots, Ty Law chega pela primeira vez às finais da eleição do Hall da Fama. Law pode ser o primeiro jogador do Patriots na era Bill Belichick a ser indicado.

Isaac Bruce

Bruce fez parte de um formidável ataque do St. Louis (hoje Los Angeles) Rams que ficou conhecido como The Greatest Show on Turf (em tradução livre, O Maior Show dos Gramados). Fez com Torry Holt (que chegou a ser colocado entre os semifinalistas, mas não chegou à final), Marshall Faulk e Kurt Warner um estilo ofensivo explosivo e dominante que levou o Rams a vencer o Super Bowl XXXIV.

John Lynch

Pelo 4º ano seguido, John Lynch, safety ex-Buccaneers, é listado entre os finalistas, e espera que dessa vez ele possa ser o 4º jogador do Bucs a entrar para o Hall da Fama (Warren Sapp, Derrick Brooks e Tony Dungy já conseguiram). Lynch ficou conhecido como “Hitman 47” pela ferocidade com que tackleava os adversários.

Don Coryell

A NFL teria sido bastante diferente sem Don Coryell e suas filosofias ofensivas voltadas para o passe. Precursor do estilo que ficou conhecido como Air Coryell, Don foi técnico do Chargers de 78 a 86 e levou o time a três títulos divisionais e duas finais de conferência.

Kevin Mawae

Mawae jogou pelo Seattle de 1994 a 1997 e pelo New York Jets de 1998 a 2005. Fez parte do grupo de OL que bloqueou para abrir caminho para Chris Jonhson na temporada em que este correu para 2.000 jardas. Jogou como center e desde a sua saída o Tennessee Titans não conseguiu mais ir aos playoffs.

Terrell Owens

Finalista pela segunda vez, Terrell Owens tem ao seu favor a marca de ser o segundo jogador com mais jardas recebidas na carreira, atrás somente de Jerry Rice. jogou como wide receiver por 49ers, Cowboys, Eagles, Bills e Bengals. Ficou amplamente conhecido pelo seu estilo pouco ortodoxo de comemorações. Ouça o podcast em que contamos a carreira de Terrell Owens.

Terrell Davis

Pelo 3º ano seguido, Davis é finalista. É o único jogador da NFL a ser MVP da temporada regular, MVP do Super Bowl e correr para mais de 2mil jardas numa mesma temporada. Ganhou dois títulos para o Denver Broncos no final dos anos 90.

Jason Taylor

Jason Taylor é o recordista da história do Miami Dolphins em sacks, com 131 (7º da história da NFL). Já entrou para os finalistas do Hall da Fama em seu primeiro ano de eligibilidade, se aposentou em 2011 depois de 11 temporadas com Miami (e uma por Redskins e Jets).

Brian Dawkins

Mais um jogador em seu primeiro ano de eligbilidade, Dawkins jogou 13 anos pelo Philadelphia Eagles e se tornou o símbolo de uma das defesas mais respeitadas da liga. Jogou ainda pelo Broncos por mais 3 temporadas, e como safety foi ao Pro Bowl 9 vezes e 4 vezes All Pro. Se aposentou sem nenhum título, ainda que tenha chegado perto quando o Eagles foi derrotado pelo Patriots no Super Bowl XXXIX.

Ladainian Tomlinson

LT se aposentou como recordista de 28 itens na história do San Diego Chargers, entre eles mais jardas corridas, mais touchdowns corridos em uma temporada e mais touchdowns totais. É o 5º jogador da NFL com mais jardas corridas, 2º em TDs corridos, 3º em TDs totais e 5º em jardas de scrimmage.

Alan Faneca

Pelo segundo ano consecutivo, Alan faneca, um dos melhores guards de seu tempo, foi escolhido para ser finalista da eleição do Hall da Fama. Foi escolhido para o Pro Bowl em 9 temporadas seguidas, entre 2001 e 2009, quando jogou pelo Pittsburgh Steelers.

Kurt Warner

Kurt Warner começou a carreira pelo Green Bay Packers, acabou indo para o Arena Football, de onde teve uma chance de jogar pelo St. Louis Rams. Jogou em 3 Super Bowls com Rams e Cardinals, e venceu um. Conheça mais da história de Warner ouvindo nosso podcast sobre a carreira dele.