Fala aí seus lindos e suas lindas amantes da bola oval! Tudo bem com vocês? Como vocês viram, semana passada não escrevi a seção, e por isso já peço desculpas! Mas olha, eu não teria errado tanto e a prova está nesse print do meu Pick’em para a semana 5. Bom, chega de enrolação e vamos para os palpites dessa rodada.

jogo 1

O Saints vem de uma derrota amarga para o Eagles. Drew Brees jogou bem, mas não conseguiu levar todo o ataque do time nas costas. A falta de um jogo corrido mais efetivo está mostrando a importância do setor para manter uma equipe vencedora. Outra área que está muito fragilizada é a linha ofensiva. Mesmo com a chegada de Max Unger, antigo center do Seattle Seahawks, a falta de proteção e a efetividade nos bloqueios continua. A defesa é a grande tragédia nesta temporada dos Saints. Eles são a pior em jardas cedidas (2045), sendo a 23º em jardas aéreas (1366) e a 31° em jardas terrestres (679).

Do outro lado temos uma situação bem diferente. O Falcons está invicto na temporada. Matt Ryan, apesar de inconsistente em alguns momentos, está jogando muito bem. A linha ofensiva está dando show. Com tempo, o quarterback tem como analisar melhor o adversário e decidir suas jogadas. O jogo corrido também se deve muito a eles. Devonta Freeman é o melhor corredor da liga em touchdowns marcados, com 8, além de 405 jardas. A defesa está se acertando. Mesmo sendo uma das piores contra o jogo aéreo (29º), é a 3º melhor contra o jogo terrestre, porém, nessa partida isso não ajudará muito já que o grande alvo a se parar é o quarterback adversário.

Aposto num jogo com muitos, muitos, MUITOS pontos e uma vitória do Saints!
jogo 014
O Jets vem de uma semana de folga enquanto o Redskins sofreu para até o último segundo, mas não conseguiu segurar o resultado contra o Falcons e acabou perdendo. O jogo aéreo está começando a fluir com Kirk Cousins, o que é uma péssima notícia para Robert Griffin III. O calouro ofensivo de 2012 está em maus lençóis na capital americana e provavelmente não permaneça lá por muito tempo. O jogo corrido que era uma das grandes forças do time está confuso e ninguém sabe quem é o verdadeiro titular. Apesar do mal momento, o Redskins está começando a se estruturar novamente e por incrível que pareça, tem reais chances de vencer sua divisão (mais por incompetência dos outros times do que por ele mesmo).

O Jets jogará em casa e sua defesa é a melhor da liga. O ataque, mesmo que não seja dos mais confiantes, está convertendo as possibilidades em pontos. O jogo corrido está muito forte para suprir a carência do jogo aéreo, mas a dupla Fitzpatrick e Marshall está rendendo bons números: São 30 recepções em 45 tentativas de conexão da dupla totalizando 400 jardas e 3 touchdowns.

Nesse jogo eu aposto numa vitória dos Jets.

jogo 012

Pittsburgh está sofrendo com a saída de Big Ben, mas, mesmo assim, conseguiu arrancar uma vitória nos últimos segundos contra o Chargers. Michael Vick não está jogando bem e provavelmente não vá melhorar. Até agora, foram 58 passes tentados e 37 completados, um aproveitamento de 63,8% (Big Ben estava com um aproveitamento de 75,3%). Antonio Brown, principal recebedor da equipe foi pouco acionado nos últimos dois jogos, com apenas 8 recepções para 87 jardas. O que não mudou foi o ataque terrestre com LeVeon Bell. Na última segunda-feira foram 111 jardas corridas e o touchdown da vitória.

O ponto mais forte do Cardinals é sua defesa. Com uma média de 332,6 jardas cedidas por jogo, eles são a 13º da liga, além de 11 interceptações, a melhor marca da liga, e 7 touchdowns. O ataque também está fluindo de maneira convincente. A dupla de veteranos, Palmer e Fitzgerald, estão dando trabalho para os adversários com jogadas explosivas e com um entrosamento que poucas equipes se dão ao luxo de ter. Mais um veterano que está fazendo a diferença é Chris Johnson, que está com uma média de 81 jardas terrestres por partida.

Em um jogo onde as situações são tão opostas fica difícil opinar. Um lado precisa da vitória para espantar uma eventual crise, quanto o outro ainda sonham com as vitórias e uma possível vaga nos playoffs. Vitória dos Cardinals.

jogo 010

Os Vikes descansaram na última semana e jogam em casa. Adrian Peterson continua jogando bem e deve carregar o ataque sozinho, novamente. Até agora o running back já marcou 3 touchdowns e conquistou 372 jardas terrestres, com uma média de 93 jardas por jogo, a 4º melhor da NFL.

Do outro lado temos um caos se formando. O ataque do Chiefs perdeu sua principal peça, o running back Jammal Charles, pelo restante da temporada. Alex Smith tem sérios problemas para lançar a bola e isso fará toda a diferença agora. A defesa também não ajuda muito. Além de pressionar pouco o adversário, estão cedendo muitos pontos (uma média de 28,6 por partida) e não roubam bolas.

A somatória de fatores aponta para uma vitória dos Vikings.

jogo 7

Ambos os times tiveram jogos duros na última semana. O Bills visitou o Titans e venceu por uma diferença de 1 ponto em uma partida que deixou muitos com sono. O jogo corrido foi quase inexistente graças as lesões de LeSean McCoy e Karlos Williams. Para piorar a situação, o wide reciever Sammy Watkins perdeu mais uma partida por conta de lesão. A boa notícia é que a defesa jogou bem e segurou o explosivo ataque de Tennessee para menos de 276 jardas.

O Bengals também teve uma tarefa bem difícil enfrentando o Seahawks em casa. Depois de ficar atrás do placar durante toda a partida, Andy Dalton resolver jogar e o time empatou no último quarto o jogo que em seguida venceria na prorrogação. É óbvio que o Seahawks tem uma ótima defesa, mas o ataque dos Bengals não foi nem um pouco efetivo quando necessário. A defesa também deixou a desejar e falhando em muitos tackles e leituras.

Por estar em um momento melhor, mesmo fora de casa, a vantagem é dos Bengals e a vitória também.

jogo 4

Dois times em situações bem opostas. O Bears começou mal a temporada, mas Jay Cutler voltou e venceu duas vezes! O mais assustador é que Cutler além de vencer, jogou bem: Foram 54 passes certos em 89 tentativas, com 4 touchdowns e APENAS UMA INTERCEPTAÇÃO! Alguém segura os Bears, eles vão pro Super Bowl!!! Brincadeiras a parte, parece que a desestruturação do time não afetou afeta muito o desempenho em campo, principalmente na defesa.

Já o adversário dos ursos está numa situação delicada. Com cinco derrotas em cinco jogos o Lions praticamente já deu adeus para a temporada de 2015. A última performance foi tão ruim que Matthew Stafford foi substituído depois de lançar 3 interceptações. Nem mesmo Calvin Johnson está rendendo nessa temporada (são apenas 322 jardas e 1 touchdown). O jogo corrido também está de mal a pior com míseras 245 jardas TOTAIS em cinco jogos.

A situação é totalmente desfavorável ao Lions, mas por ser um duelo clássico de divisão, acredito que a primeira vitória da temporada virá para o time de Detroit.

jogo 013

E não é que o McCown está queimando minha língua? O cara resolveu mostrar a que veio e doutrinou o Baltimore Ravens na última rodada. Com uma atuação de gala (foram 457 jardas e 2 touchdowns), o quarterback assegurou e vitória fora de casa e colocou mais lenha na fogueira por um wildcard. A defesa não conseguiu segurar o pato morto que Joe Flacco está sendo e isso contra Peyton Manning é perigoso.

É realmente incrível o que a defesa do Broncos está fazendo esta temporada. Um dos nossos ouvintes, Lucas Aliança, resumiu perfeitamente o que está rolando lá em Denver: o que a secundária de Denver faz é uma coisa única na NFL nessa temporada: “Escolher onde a bola vai ser lançada para controlar o jogo. O corpo de linebackers tem surpreendido absurdamente com o desconhecido Brandon Marshall liderando em tackles e a DL não sente falta de Terrance Knighton, ou seja, a defesa tá dando o suporte pra segurar esse ataque”.

Esse jogo pode ser bem engraçadinho. De um lado um quarterback em ascensão e do outro uma defesa que vence partidas. Eu arrisco no óbvio, vitória do Broncos.

jogo 6

De duas uma: Ou esse jogo vai ser épico ou ele vai ser um fiasco. O Jaguars perdeu para o Buccanners por um placar apertado de 31 x 38 fora de casa, porém, a derrota não foi de todo o mal. Blake Bortles está mostrando porque foi o primeiro quarterback selecionado no último draft. Foram 303 jardas e 4 touchdowns! Allen Hurns também é uma grata surpresa nesse ataque. Nos últimos dois jogos foram 16 recepções para 232 jardas e 2 touchdowns. Julius Thomas aparentemente pode voltar para o jogo contra o Texans, e aí sim veremos o Jaguars com força total.

O Texans novamente perdeu. No papel o time é ótimo. Uma das melhores defesas, um dos melhores ataques. Jogadores de renome, experientes e grandes promessas, porém, na prática, está tudo bagunçado. Ninguém mais sabe quem é o titular lá em Houston e essa provavelmente será a posição que eles caçarão no draft de 2016. Apesar de o ataque estar mal, não dá para entender o que acontece na defesa. São falhas, faltas, tackles perdidos, erros de marcação… As coisas precisam se acertar em Houston…

Vitória do Jaguars com uma boa atuação da dupla Bortles x Hurns.

jogo 9

Toda semana eu cravo aqui o “jogo molezinha” da rodada. Dessa vez, um jogo que aparentemente não seria muita coisa, mas meus amigos… Mariota promete vir pegando fogo e a defesa do Dolphins que, aparentemente, seria uma das melhores da liga está uma lástima. Vitória tranquilinha do Titans com a defesa e o ataque jogando muito!

jogo 3

O duelo para separar os meninos dos homens. Cam Newton terá que mostrar muita maturidade e frieza para enfrentar Sherman e os remanescentes da Legion Of Boom em pleno CenturyLink Field. Vindo de uma semana de folga, com tempo para estudar o adversário e estando invicto, é possível acreditar numa vitória do Panthers, mas será custoso. Newton não terá tantas aberturas para correr com a bola e vai depender muito de Jonathan Stewart para manter um bom jogo terrestre. A tarefa da defesa será manter Russel Wilson no pocket, onde ele não é tão efetivo.

O Seahawks perdeu na prorrogação para o Bengals. Durante quase toda partida a defesa foi dominante e impediu qualquer tipo de pontuação, mas no fim as energias se esgotaram e o time teve um apagão. Caso isso aconteça novamente, a temporada dos Hawks tende a correr alguns riscos. No ataque, Graham precisa ser mais acionado. Ele é um dos melhores tight ends da liga e tem que ajudar mais nesse ataque.

Vitória de Seattle com uma atuação fraca de Cam Newton.

jogo 011

PAREM O MUNDO QUE EU QUERO DESCER! AARON RODGERS FOI INTERCEPTADO NO LAMBEAU FIELD MINHA GENTE! É, mas nem assim o time perdeu. Invictos e com uma defesa que está melhorando a cada partida, os Cheeseheads começam a encaminhar sua vaga para os playoffs. A divisão está fraca e dificilmente alguém os alcance. Apesar de jogar bem, a defesa ainda não consegue ser consistente. O bom jogo contra o Rams foi uma amostra do potencial da equipe, agora resta saber se eles vão manter o ritmo.

O Chargers perdeu de maneira trágica para o Steelers. Rivers está numa situação bem complicada, já que sua linha ofensiva é um lixo. Jogadores contundidos e jogando fora de posição em um setor do campo que demanda tanto entrosamento e habilidade atrapalha demais a vida do jogo corrido e aéreo. Para dar uma força, a defesa está pressionando o adversário e se mostrando sólida, mas, infelizmente, não é um grupo que pontua muito.

O Packers tem tudo para se manter invicto e não decepcionará os fãs.

jogo 8

Reeditando o Super Bowl de 2012, 49ers e Ravens se enfrentam depois de as duas equipes perderem na semana passada de maneiras bem parecidas. Ambas as defesas são medíocres e os ataques explosivos, porém, inconsistentes. Esse jogo só promete ser bom porque a rivalidade entre as equipes é enorme.

Kaepernick está melhorando seus lançamentos e correndo menos com a bola, mas parece que o que o Lula Molusco aí tem muito a evoluir e se reinventar para ser aquele Kaep de três temporadas atrás.

Flacco está em um ano ruim e a temporada do Ravens já acabou. A divisão está praticamente na mão dos Bengals e as chances de wildcard são mínimas. O projeto é se reestruturar para 2016 tentando manter uma base para que se tornem competitivos novamente. A defesa ainda precisa repor peças e definir uma maneira de jogar. Colocar toda a responsabilidade em cima do segundo anista C.J. Mosley é complicado.

Vitória do 49ers em um jogo de defesas.

jogo 5

O Sunday Night Football apresenta um jogo que, antes da temporada, era dito por muitos como a possível final de conferência da conferência americana. Cinco jogos depois do kickoff, a situação está bem diferente do que pensavam.

Luck se machucou e perdeu dois jogos, mas seu reserva e mentor, Matt Hasselback conseguiu as vitórias na ausência do titular. Na última partida o quarterback liderou o bom resultado contra o Texans fora de casa. Foram 213 jardas e 2 touchdowns, além de uma corridinha básica para -3 jardas. A defesa dormiu no ponto de novo e cedeu 444 jardas totais para um ataque desestruturado, mas ainda sim explosivo.

Os Patriots, que ficaram de folga na semana 4, voltaram descansados e com fome de vencer. Brady, dessa vez, optou por lançar a bola menos vezes, 27 tentativas, bem abaixo da média de 44 dos três primeiros jogos, mas nem de longe isso mostrou ter interferido na qualidade do ataque. Julian Edelman recebeu apenas 4 passes, mas foram 120 jardas e 1 touchdown. O jogo corrido representou com Blount e Lewis dividindo as carregadas e conquistando juntos 167 jardas totais e 1 touchdown.

Tom Brady contra Andrew Luck. Quatro jogos e quatro vitórias. Luck nunca venceu Brady. Os números e estatísticas apontam para uma vitória fácil do Patriots, mas aposto numa vitória do mandante. Colts vencerá, sendo assim, a zebra da rodada. Luck voltará a boa forma no comando do ataque e dará uma sobrevida ao Colts.

jogo 2

E o Monday Night Football nos reservou um dos maiores clássicos da liga! Como uma divisão super embolada, onde a qualquer momento algum dos quatro membros pode assumir a ponta, vencer esse jogo pode significar um degrau a menos para os playoffs.

O Eagles venceu o Saints em casa e empolgou sua torcida. Sam Bradford se mostrou estável e mais importante do que isso, saudável. O quarterback lançou 333 jardas para 9 alvos diferentes, somou 2 touchdowns e 2 interceptações. Quem também resolveu dar as caras e mostrar serviço foi DeMarco Murray! Com seu melhor jogo da temporada, o running back correu 20 vezes para 83 jardas e 1 touchdown. Pela primeira vez o ex-Cowboy teve tantos toque na bola, e já que ganhou a oportunidade, não desperdiçou. A defesa roubou a bola e atuou de forma sólida, sem cometer erros. A linha defensiva apressou Brees diversas vezes e essa é a característica que o técnico Chip Kelly procura.

Os gigantes de Nova York não tiveram uma vida tão fácil em seu último jogo. As faltas foram crucias no jogo contra o 49ers, tanto contra como à favor dos nova-iorquinos. A defesa teve muitas falhas e não foi feliz em parar o jogo corrido. Os linebackers não mostraram muita pressão, apesar de a linha defensiva ter jogado bem (foram 2 sacks). Eli Manning novamente mostrou sua principal qualidade: vencer no 4° quarto. Desde que entrou na liga, são 32 vitórias no 4° quarto, sendo 27 de virada. Duas coisas preocuparam na partida. O jogo corrido foi inofensivo e não ameaçou em nada uma defesa fraca como a do Niners, com apenas 84 jardas terrestres totais. A outra preocupação vem por parte de Odell Beckham Jr., que perdeu parte do jogo com uma lesão na perna (o bizarro é que ele se machucou na dança de comemoração).
Por se tratar de um duelo de divisão, um clássico com rivalidade altíssima, o fator casa e torcida pesarão demais. Vitória do Eagles em um jogo de muitos pontos e com DeMarco Murray tendo uma partida memorável (para o bem ou para o mal).

  • Titans e Dolphins tem tudo para ser o jogo cura insônia da rodada. Pena de quem ver esse jogo.

    • danillobatista

      Confia no Maritotas, Valdir!

      • Só nele, porque nos golfinhos… Esse já agradeceram os peixes e foram embora para seu planeta de origem

        • danillobatista

          Oh

  • Lucas Aliança

    Não beth… Bortles e Robinson. Hurns é só um coadjuvante xD

  • Julio Magnani

    Eu temo pela vida do Felipe Ribeiro com aquela OL contra o Clay Matthews.

    Se os Packers vencerem por menos de 30 pontos eu vou pessoalmente pixar “Acobou a pas” nos muros do Lambeau Field.