Numa coletiva de imprensa dada na última segunda-feira (12), o head coach do Denver Broncos, Gary Kubiak, foi questionado sobre a possibilidade de escalar Brock Osweiler como titular na posição de quarterback no lugar de Peyton Manning.

A resposta foi direta e categórica, mas deveria mesmo ser cogitada essa possibilidade? O desempenho de Peyton Manning está realmente tão ruim quanto esse auto-sack do vídeo abaixo indica?

 

 

A minha opinião é: não. Peyton tem culpa pelo mau desempenho ofensivo da equipe? Com certeza. Mas existem outros fatores forçando os números para baixo:

  1. A adaptação ao esquema ofensivo de Gary Kubiak, cuja diferença foi muito clara entre o primeiro e o segundo tempo da partida da semana 2, contra o Kansas City Chiefs;
  2. A ausência de jogo corrido, que deveria ser o foco da equipe, inclusive se considerarmos novamente o histórico de esquemas do head coach no item 1; a média de jardas por corrida da equipe está em alarmantes 3,5 jardas, abaixo da média da liga de 4,05;
  3. A completa bagunça que tem sido a linha ofensiva de Denver, que também colabora com o item 2: o LT novato Ty Sambrailo está machucado; o seu substituto, Ryan Harris, não está bem fisicamente, o que forçou o time a usar, em certos momentos da semana 5, o recém-contratado Tyler Polumbus; o LG, o também novato Max Garcia, era titular no training camp até a contratação de Evan Mathis, mas teve que ser usado também por problemas físicos do titular; isso sem contar a perda de Orlando Franklin na free agency e a troca do também tackle Chris Clark; Numa zona do campo como a linha ofensiva, onde o entrosamento é extremamente vital, é difícil se manter tendo que trocar todas as peças.
  4. Drops. Quando um quarterback faz uma partida com 22/35 passes e 266 jardas, em geral é possível anotar ao menos um touchdown. Demaryius Thomas, o wide receiver de 70 milhões, não segurou um passe tranquilo dentro da endzone que daria uma vitória mais tranquila ao seu time (e menos pressão sobre o seu quarterback)

Mas eis que temos o fator fundamental que deveria manter Manning como titular: a campanha. 5-0. Denver tem o único time que, nessa temporada, conseguiu vencer suas partidas em que não marcou touchdowns. Temos em Peyton um quarterback que ainda resolve partidas, quando estas estão em suas mãos. Como espectadores, cabe a nós assistir àquela que pode ser a última temporada de uma das lendas do esporte; E Osweiler, se você estiver lendo isto, espera mais um pouquinho que já já é tua vez.